Connect with us

POLÍTICA

Presidente Bolsonaro defende o respeito a liberdade de opinião na imprensa e critica perseguição da mídia a jornalistas conservadores

Avatar

Publicado

em

Presidente cita quatro jornalistas que foram alvo de perseguições por não se alinharem ao pautas da esquerda, e alerta para um “domínio de grande parte da mídia pelo pensamento de esquerda radical”.

Foto: Presidente Jair Bolsonaro

Em publicação na noite de sábado (11/07/2020), Bolsonaro saiu em defesa da liberdade de opinião para jornalistas conservadores e criticou o que ele chamou de “dominio da esquerda radical na maior parte da mídia”. Assim ele escreveu:

” – Luís Lacombe, Leandro Narloch, Caio Coppolla e Rodrigo Constantino possuem algo em comum, que é opinião própria e independência. Isso já é suficiente para serem considerados nocivos dentro de grande parte da mídia, hoje completamente dominada pelo pensamento de esquerda radical.”

E continuou afirmando que “a esquerda não respeita a democracia” :

– Não tenho relação com nenhum desses. Inclusive, por diversas vezes, sou alvo de suas críticas. Mas no Brasil formou-se um cenário onde não ser radicalmente crítico a um governo conservador/liberal já é motivo para ilações e perseguições. A esquerda não respeita a democracia!

A grande verdade é que hoje na grande mídia é permitindo tudo, desde que o foco seja atacar o presidente. E é “pecado mortal” defender outra coisa que não seja pautas progressistas. Mas afinal porque a esquerda teme tanto o debate e foge tanto? Porque a esquerda não tem a coragem de debater seus ideais utópicos na mídia, e só mostra uma versão manipulando os fatos?

Foto: O antigo apresentador do Aqui na Band Ernesto Lacombe e o fundador do canal Terça Livre Allan do Santos

O apresentador Ernesto Lacombe só precisou de 2 programas com pautas conservadoras para ser demitido do programa. E o último programa foi um golpe fatal: chamar o Allan dos Santos, do canal terça livre, considerado hoje o maior canal de direita no youtube. Que por sinal tem mais audiência do que muitas canais do youtube da mídia de  esquerda. Mas esse fato foi ir “longe demais” para a  Band que o demitiu, e proibiu de ser reprisado programas do Aqui na Band com pautas bolsonaristas.

Jornalista Leandro Narloch quando trabalhava na rede CNN

O jornalista Leandro Narloch foi alvo da cultura do cancelamento, ou melhor do politicamente correto, por afirmar que homens gays tem mais chance de contrair HIV. Além disso usou o termo opção sexual ao invés de seguir o protocolo da bandeira lgbt que fala de “orientação sexual”. Isso foi o pecado capital para a mídia do politicamente correto que não tolerou a divergência que eles tanto cobram. Por essa declaração a CNN o demitiu. Em uma sociedade tão norteada pela divisão de classes marxista, toda opinião contrária é visto como discriminatória. E neste dado apontado por ele o que tem de homofóbico? E se tivesse dito de homens héteros ele teria sido heterofóbico? E qual o problema de falar em opção sexual? Ele próprio usou as redes sociais para reafirmar que não é homofóbico e que realizará um curso contra a cultura do cancelamento.

Jornalista Rodrigo Constantino

Outra que é constante alvo de perseguição e que só falta “infartar” o professor Marco Antonio Villa, é o comentarista da Jovem Pan, Rodrigo Constantino. Recentemente ele foi atacado pelo empresário ligado ao MBL, Luciano Ayan, que criou a história do “fake news” e foi acusado de sonegação fiscal. Que teve uma tremenda coincidência nessa história: voltou para a esquerda e um dia depois foi preso.

Por fim o comentarista político Caio Coppolla da rede CNN.

Foto: Gabriela Prioli, Caio Coppolla e Augusto Botelho.

Caio Copolla é o debatedor da “direita” na roda de debates CNN. Já é a segunda vez que debatedores da “esquerda” desistem de debater com ele, isto é, se cansam de serem derrubados no debate. Primeiro foi Gabriela Prioli e depois foi Augusto Botelho. Não tem para onde correr. Como a esquerda não tem argumentos sólidos, basta questões de minutos para que alguém da direita com o microfone, e sobretudo, a verdade derrube toda falácia marxista.

Caio Coppolla representa bem o motivo do medo que a esquerda tem de debater com pessoas da direita. A esquerda tem medo dos conservadores no debate, e por isso, que como ressaltou o presidente: “a esquerda não respeita a democracia.”

 

PUBLICIDADE
Deixe sua opinião aqui
PUBLICIDADE

CURTA NOSSA PÁGINA