Connect with us

NO MUNDO

Parceria renovada entre África e a Europa durante o COVID-19

Avatar

Publicado

em

No dia 25 de maio, será comemorado o Dia da África, que comemora a criação da Organização da Unidade Africana (OUA). Agora conhecida como União Africana, foi criada em 1963 para liderar a solidariedade continental na luta contra o colonialismo e o apartheid.

O Dia da África reconhece o progresso do continente, refletindo sobre os desafios comuns que o continente enfrenta em um ambiente global. Este ano marca o 57º aniversário desde a sua criação. E hoje, como no resto do mundo, o povo da África enfrenta um novo desafio: a pandemia global do COVID-19. O vírus levou o mundo a uma paralisação em escala mundial.

Politicamente, a África identificou o uso de parcerias coordenadas como um antídoto para achatar a curva. Em um mundo em que há um déficit na liderança global, vimos a União Africana acelerar para garantir uma resposta coordenada em todo o continente. A UA criou a Estratégia Continental Conjunta da África para o Surto de COVID-19 e está apoiando os países membros com arrecadação de fundos, experiência e pressionando pela reestruturação da dívida. No entanto, a África precisa garantir mais parcerias para se recuperar da crise causada pela pandemia do COVID-19.

Falando em parcerias, desde 2000, líderes da Europa e África discutiram uma parceria entre os dois continentes como uma dimensão “nova estratégica”. Mas isso nunca se materializou. Agora, mais do que nunca, os dois continentes precisam que a parceria seja forte e igual. A Europa é o maior parceiro comercial e de investimento da África e seu principal fornecedor de ajuda – embora essa posição esteja caindo rapidamente. Com uma história compartilhada e um futuro comum como vizinhos geográficos, o impacto do COVID-19 será compartilhado entre os dois continentes. A Europa e a África têm uma chance real de concretizar a tão elogiada parceria para enfrentar os desafios apresentados pela pandemia.

Novas oportunidades desde que a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, assumiu o cargo, desenvolvendo uma parceria igual com a África está no topo de sua lista de prioridades. No início deste ano, von der Leyen visitou Adis Abeba durante a Cúpula da União Africana, acompanhada pela maior delegação nesta reunião. Também vimos uma liderança muito crítica e concreta da UE na luta pelo fim da pandemia, colocando a África e uma resposta global como parte central da resposta da UE ao COVID-19.

A Comissão e seus estados membros realocaram 20 bilhões de euros dos fundos existentes para apoiar uma resposta global ao COVID-19. Este é realmente um esforço louvável e uma demonstração de grande liderança como eles pensam além da Europa. O próximo passo será o próximo orçamento de longo prazo da UE. Esta é uma das ferramentas de que a UE dispõe para garantir que coloca os meios financeiros por trás da vontade política e da liderança global.

A próxima proposta da Comissão deve refletir a importância estratégica da saúde e da proteção social para lidar com as consequências da pandemia de coronavírus e fortalecer os mais fracos sistemas de saúde e setores sociais para garantir que estamos melhor preparados para lidar com futuras crises globais da saúde.

Uma parceria estratégica com a África no fortalecimento dos sistemas de saúde e proteção social deve ser um pilar central de uma agenda de financiamento com compromissos vindos de ambos os lados. Isso não é apenas a coisa certa a se fazer, mas também é a coisa inteligente a ser feita, porque nenhum de nós está seguro até que todos estejam seguros.

O Diário Ceará é um portal de notícias focado no digital e que atua de forma independente, fornecendo notícias do nosso Estado do Ceará, do Brasil e do Mundo. Criado em 2019, mas lançado em 2020, o site se propõe a ser uma das principais referência confiáveis de conteúdo, principalmente no momento de profusão das fake news.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

CURTA NOSSA PÁGINA